Americana de 67 anos vivia em meio ao lixo em bairro nobre de Campo Grande

Uma americana de 67 anos foi encaminhada para a delegacia após denúncias de que ela vivia em situação precária numa casa no Bairro Vilas Boas, em Campo Grande. Na residência foram encontrados morcegos, escorpiões e Aedes aegypti se proliferando, além de muito lixo.

Agentes de saúde da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) e investigadores da Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista) participaram da ocorrência.

Na casa onde a idosa vivia estava em situação precária, com alto risco sanitário e com a proliferação de animais peçonhentos. A enorme quantidade de lixo retirada da residência precisou de um caminhão para ser removida.

Ela chegou a ser encaminhada à delegacia para prestar esclarecimento e assinar os termos de autuação inerentes à ocorrência. Conforme informações da coordenadoria, a moradora já responde processo por maus tratos a animais e crime ambiental, além da manutenção de imóvel em condições insalubres. A suspeita é que ela tenha transtorno psiquiátrico.


Crédito imagem: Foto: Divulgação PMCG

Crédito matéria: Mariane Chianezi