Caixa aprova projeto para recapeamento e implantação de corredores do transporte coletivo

Na próxima semana, a Prefeitura de Campo Grande encaminha para análise da Câmara Municipal o projeto autorizativo para a contratação de um empréstimo para 31,6 quilômetros de recapeamento e implantação de corredores sul e norte do transporte coletivo. Autorizado o empréstimo, o passo seguinte será a contratação dos projetos executivos e depois a licitação das obras, o que deve ocorrer no primeiro trimestre de 2020. Com a contrapartida de R$ 4,8 milhões, o investimento do projeto chegará a R$ 96,1 milhões.

No final do mês passado, a Caixa Econômica Federal deu aval para operação após análise da capacidade de endividamento do Município.  Serão contratados R$ 91,3 milhões, em recursos da linha de financiamento do Avançar Cidades, no âmbito do programa Pró-Transporte, com encargos de  6% de juro ao ano, podendo ser acrescida taxa diferencial de juros de até 2% e taxa de risco de crédito de até 1%.  A contrapartida será de  5% do valor de investimento, com 48 meses de carência e 20 anos para pagamento.

O recapeamento abrangerá vias onde serão implantados corredores exclusivo de ônibus( Sul e Norte), interligação dos terminais Guaicurus/Morenão/General Osório e Nova Bahia, com  estações de pré-embarque.  Receberão drenagem e asfalto novo  as avenidas Costa e Silva,  Coronel Antonino, Mato Grosso,  Cônsul Assaf  Trad , além das ruas  25 de Dezembro e Alegrete, que formam o corredor norte, investimento de R$ 77,6 milhões. No corredor Sul,  serão aplicados R$ 17,3 milhões, abrangendo a Avenida Costa e Silva e a Rua Rui Barbosa.

O trecho mais extenso (somando as duas pistas) são os 10,52 km da Avenida Cônsul Assaf Trad, desde a rotatória com o macroanel (no Jardim Colúmbia) até se encontrar com a Avenida Coronel Antonino. Junto com a recuperação do pavimento, será implantada a rede de drenagem para resolver problemas de alagamentos na saída para Cuiabá (Avenida Cônsul Assaf Trad) e região do Bairro São Francisco (ruas Alegrete e 25 de Dezembro), que atualmente impactam o córrego Cascudo, na Avenida Rachid Neder, e quando há chuva mais intensa, leva ao transbordamento do Segredo (onde o Cascudo desemboca) na altura da rotatória com a Avenida Ernesto Geisel.

Rua 25 de dezembro também será recapeada no pacote de obras

Rua 25 de dezembro também será recapeada no pacote de obras

Mobilidade urbana

Os recursos do Avançar Cidades vão  complementar os recursos do PAC Mobilidade Urbana , um empréstimo R$ 110 milhões ( recursos do FGTS) disponível desde 2012. O projeto  começou a ser executado pela atual gestão em 2017 com o recapeamento das ruas Guia Lopes e Brilhante e está andamento o da Bandeirantes. Ainda neste ano, está prevista a licitação da obra programada para a Avenida Gunter Hans, do trevo Imbirussu até o Terminal Aero Rancho.   Com o contingenciamento dos recursos do Orçamento União, que custeariam o recapeamento de outras  duas  ruas  do Corredor Sul (Rui Barbosa e Avenida Costa Silva), a Prefeitura teve buscar esta outra alternativa de financiamento.

No PAC Mobilidade, há recursos para recapeamento e implantação do corredor Sul, numa extensão de 4,6 quilômetros da Avenida Gury Marques, do Terminal Guaicurus até a rotatória da Avenida Interlagos e da Avenida Calógeras, que se estende por 3 quilômetros.  Do corredor Norte há recursos do Mobilidade para recapear a Rua Bahia (uma extensão de 1,8 km), que já foi licitado e está em fase de contratação. .

Corredores do transporte coletivo – 31,6 km

Corredor Norte 

Avenida Mato Grosso – 4,8 km

Avenida Cônsul Assaf Trad – 10,52 km

Rua 25 de Dezembro – 2,07 km

Rua Alegrete – 1,87 km

Avenida Coronel Antonino – 4 km

Corredor Sul

Avenida Costa e Silva – 4,37 km

Rua Rui Barbosa  – 4,04 km


Crédito imagem: Divulgação Assessoria

Crédito matéria: da Redação com Assessoria